18 agosto 2016

Brady Corbet comenta como trabalhar com Robert em Childhood Of A Leader

[...] 
Com Berenice Bejo e Liam Cunningham nos papéis principais, para não mencionar o papel de descoberta do jovem Tom Sweet - muita atenção será colocada sobre o papel secundário de Robert Pattinson, que continua a desfrutar de características inovadoras e independentes que está longe da carreira que esperava após a Saga Twilight. Tendo falado com Olivier Assayas após a sua colaboração com Kristen Stewart em ''Sils Maria'', o autor francês admitiu que tendo seguido a atriz foi uma pressão sobre a produção, às vezes, com os fãs que pulavam no set - mas Corbet disse que não tem quaisquer problemas nessa frente. 
“Eu acho que mudou muito, e provavelmente apenas há três ou quatro anos atrás, tivesse sido um grande problema para Robert”, disse ele. “Rob está trabalhando com a maioria dos melhores diretores do mundo agora, e acho que quanto mais fizer isso, menos atenção do tipo errado terá. Toda a gente cresce e, esperançosamente, deixa tudo ir. Eu estava numa posição engraçada porque eu estava num filme de crianças chamado ''Thunderbirds'' quando tinha 13 anos, e se não tivesse sido um fracasso de bilheteira, então eu teria sido associado a ele, mas não fui tanto porque realmente ninguém o viu, especialmente nos Estado Unidos. Mas eu entendo como se sente ao ter um tipo muito particular de interesse, numa idade muito jovem se envolver em algo que não é necessariamente representativo de quem você é, ou o do que quer fazer.” 

[...] 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...