26 abril 2016

Liam Cunnigham comenta que The Childhood Of a Leader com Robert "É uma obra de arte que levanta questões"

"(...) E sim, The Childhood of a Leader é absolutamente diferente. É um filme para os conhecedores. Ele espera mais do público. Você pode não percebe que este é o primeiro filme de Brady Corbet como diretor. Ele tem tanta confiança nele, ele dirigiu o filme como se fosse seu quinquagésimo. Brady pode ser um nova-iorquino de 26 anos, mas os seus gostos são europeus. Ele tem uma grande paixão pelo cinema europeu. Como ator, ele também trabalhou com grandes mestres como Michael Haneke e Lars von Trier."

The Childhood of a Leader está realmente longe de ser convencional.
"Esta é uma obra de arte que levanta questões. Brady descreveu o filme como sendo tanto um drama falando do Tratado de Versalhes e um filme de terror. Pode parecer uma combinação estranha, mas funciona bem juntos. É um projeto de arte, no bom sentido da palavra. Você nunca viu um filme como este antes. E foi um golpe de gênio ter exibido em Rotterdam com uma orquestra ao vivo. Quando eu ouvi isso, imediatamente surgiu um enorme sorriso no meu rosto. Uma ideia fantástica, porque Scott Walker criou uma trilha sonora incrível. O resultado é um filme que realmente desperta os sentidos. A trilha sonora geralmente é um papel secundário em um filme, mas em The Childhood of a Leader a música e as imagens batalham entre si."

Leia a entrevista completa na fonte.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...