21 agosto 2016

Entrevista: Taylor Lautner comenta sobre sua transição para TV Americana na serie Scream Queens

A transição de Taylor Lautner para a TV americana com “Scream Queens", a série do canal Fox.

Taylor Lautner, o rejeitado lobisomem da saga "Crepúsculo, está fazendo uma transição para a TV americana com um papel na segunda temporada de “Scream Queens.”A estreia do ator de 24 anos na telinha aconteceu na terceira temporada da comédia "Cuckoo", da BBC Three, interpretando o papel principal por duas temporadas, após a saída de Andy Samberg, na primeira temporada. Lautner está entusiasmado pela série ter sido renovada até 2018. (A série está sendo exibida atualmente na Netflix). O prazer que ele teve em trabalhar na TV e o convite para se juntar ao elenco na comédia de horror da Fox, fez com que o ator fizesse as malas e voltasse pra casa. A decisão não foi muito difícil de ser tomada, já que o convite partiu do próprio mega produtor, Ryan Murphy. MediaVillage esteve com Lautner durante o evento ''Television Critics Association'' da Fox, para saber tudo sobre sua estreia na TV dos EUA e o que esperar na segunda temporada de Scream Queens, já que ele está trabalhando ao lado de Jamie Lee Curtis e do recém-contratado, John Stamos (Nem precisamos dizer que os fãs da série “Três é demais” estão super felizes, certo?)

Steve Gidlow: Você era fã da primeira temporada de "Scream Queens"?

Taylor Lautner: Eu era - e, com certeza, essa foi uma das razões que me levaram a aceitar o convite para entrar na segunda temporada. Pra dizer a verdade, o principal motivo foi querer trabalhar com Ryan Murphy. Eu cheguei pra ele e disse: "Eu nunca tinha feito nada na televisão americana até agora, e se for pra fazer, eu quero que seja com um dos melhores e você está no topo da minha lista. Ele disse: "Vou ver como eu posso encaixá-lo." E quatro meses depois, eu recebi uma ligação: "Acho que encontrei a parceira perfeita pra trabalharmos juntos - Scream Queens".

Steve: Nunca se sabe muito bem o que pode ser a ''parceria perfeita'' com Ryan Murphy. Você ficou nervoso?

Taylor: Eu fiquei! Eu fiquei apavorado! Mas, mesmo assim, falei pra mim mesmo: não importa o quão assustado eu esteja, eu vou confiar nesse cara porque ele é muito talentoso.

Steve: Sabemos que com o Ryan vale tudo. Você pode acabar tendo três seios ou duas cabeças!

Taylor: A única coisa que eu sabia era: não importa o que ele vai fazer comigo, eu sei que será algo que eu nunca fiz antes. E foi justamente isso o que me levou a seguir em frente no projeto.

Steve: E esse papel é algo novo?

Taylor: Com certeza. Eu serei um médico, um cirurgião, na verdade. Na segunda temporada, a personagem de Jamie Lee Curtis, Dean Munsch, abre um hospital para tratamento de casos muito raros, por isso teremos um convidado diferente a cada episódio, e esses pacientes terão alguma doença maluca rara ou uma síndrome, o que é muito legal, tudo o que eles (pacientes) sofrem lá é bem real, toda a história partirá dessas pessoas que realmente sofreram nas mãos dos médicos, pois eles são meio loucos, não sabem muito bem das coisas. John Stamos e eu seremos dois cirurgiões-chefes do hospital.

Steve: Como é trabalhar com John Stamos?

Taylor: Sinceramente, ele é o melhor. Eu poderia ficar aqui mais de uma hora falando de John Stamos. Eu cresci assistindo Full House (Três é demais)! Eu sou muito fã de Full House (Três é demais) e eu amo o Stamos. Eu não fazia a menor ideia de como ele era, mas sério mesmo, ele é uma das pessoas mais humildes, pés-no-chão e super legais de se trabalhar. Nos conhecemos há apenas três semanas, mas eu já posso dizer que ele é maravilhoso.

Steve: Três semanas é um bom tempo para formar uma opinião.

Taylor: É, sim! Mas você pode me perguntar isso de novo daqui a três meses. [Risos]

Steve: Como você está lidando com todo esse vocabulário médico? Isso já não seria um grande desafio para um ator?

Taylor: Eu tenho que dizer que este é um dos papéis mais desafiadores que eu já tive. Tem algumas palavras que... eu não tenho ideia do que significam. Estou sempre pesquisando os termos no Web M.D e no Google para entender o significado - até mesmo aprender a pronúncia dessas palavras. Os diálogos são muito difíceis.

Steve: Você pode dizer o quão louca vai ser nova temporada?

Taylor: Será absolutamente louca, ultrapassando todos os limites, assim como a primeira. O que eu gosto na segunda temporada, em comparação com a primeira, é que os núcleos vão interagir mais.

Steve: Quem da primeira temporada vai continuar na série?

Taylor: Todas as Chanels da primeira temporada - que são pobres agora. Elas estão usando jeans, esfregando (o chão) e estagiando com a gente. A Dean Munsch convida todas elas para virem trabalhar em seu hospital.

Steve: Você não poderia ter encontrado melhor elenco feminino para trabalhar?

Taylor: Oh, acredite em mim, eu não posso reclamar. É divertido porque eu não conhecia quase ninguém lá. Trabalhar com Jamie Lee Curtis é incrível; ela é a verdadeira rainha do horror! É uma honra trabalhar com ela. Jamie é a pessoa mais fofa do mundo. Eu já conhecia as outras meninas, e por isso mesmo, é ótimo estar com elas de novo. O elenco todo é maravilhoso. É uma turma super divertida. Não tem ninguém de nariz empinado ou que se ache “a estrela”. Todo mundo é muito profissional e a gente se diverte pra caramba.

Steve: Você vai gravar muitas cenas? O Nick Jonas meio que apareceu e desapareceu muitas vezes na primeira temporada.

Taylor:Eu vou aparecer bastante. Mas, eles não contam muita coisa pra gente e nada pode ser dado como certo nessa série. Ei, estamos falando de Ryan Murphy.

Steve: Agora você faz parte da família do Ryan - e ele é sempre bonzinho com as pessoas que ele gosta.

Taylor: Esse é um sentimento nobre. Ele parece ser uma pessoa muito leal. Eu não acharia mal se ele tivesse alguma outra ideia em mente em relação a mim.

Steve: Você entraria para o elenco de ‘’American Horror Story’’ se fosse convidado?

Taylor: Desde que Ryan Murphy esteja por trás disso, eu estou dentro!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...