23 agosto 2015

Nova entrevista do Robert Pattinson para WAZ


Qual é o preço pago por uma estrela teen?

Como em“Twilight ” Robert Pattinson – o vampiro brilha no tapete vermelho, agora que ele está quase irreconhecível. Ele está colocando mel em seu café, ri e esconde seu rosto atrás de sua barba. Com 29 anos ele continua lutando para deixar para trás seu tempo como galã teen.

Mr. Pattinson , normalmente você é perseguido por paparazzis. Como é interpretar aquele que sempre está atrás das celebridades, no seu novo filme “Life”?

Eu interpreto um jovem fotógrafo Dennis Stock , que está ciente de quão igualmente jovem James Dean era antes mesmo de se tornar um ícone – você pode se lembrar da fotografia dele em que há um descontente James com um cigarro na boca andando na chuva na Times Square. Stock com certeza teria odiado se você o chamasse de paparazzi. Ele via a si mesmo com um artista, en não poupou esforços para mostrar isso. E eu também o via como um [artista].

Ok, nos anos 50, os tempos ainda eram confortáveis. Como você reagiria se alguém se aproximasse de você hoje e dissesse: “Ei, Robert, quero tirar algumas fotos de você” – como Stock com Dean?

Isso seria impossível. Porque eu teria claramente a ideia de que era um psicopata atrás de mim. Mas naquele tempo era diferente: Não havia celulares e fotógrafos amadores, apenas os fotógrafos profissionais – E depois eles tinham que achar uma revista para postar as fotos. Hoje a internet está lotada de fotos de smartphones.

Como você lida com as onipresentes fotos de celular?

Depende muito do meu humor. Quando eu estou de bom humor, tá tudo bem. Se não, eu me sinto assediado. E também é preciso tomar cuidado para que você não seja engraçado e sentir-se perseguido: Algumas vezes você sente que quer tirar fotos das pessoas que estão lidando muito melhor com os dias delas.

Você lida bem com o frenesi de “Twilight ” agora do que quando você tinha 20 anos?

Na maioria do tempo eu estava ocupado tentando esconder. Você se encontra em estado de choque. Você não entende muito bem o que está acontecendo com você. Por um lado, meu desenvolvimento pessoal parou. Isso foi estranho: eu tinha 22, e de repente eu já estava 2 ou 3 anos mais velho. Eu também estava trabalhando naquele tempo, era muito cotado naquele tempo. Era loucura. Minha primeira pausa de verdade foi depois do último filme de “Twilight ”.

Mas agora é calmo? Com a barba que você tem usado, não seria reconhecido de qualquer forma.

Sim, agora eu estou indo no supermercado sem as pessoas olhando para mim. Eu tenho fortunamente ganhado alto-confiança. Mas eu continuo cauteloso: eu não quero essa imagem de ir a publico e ficar bêbado ou algo do tipo.

Você acha que você tem deixado a imagem de galã adolescentes um pouco de lado agora?

O verdadeiro problema era: Você está indo atrás de critérios dimensionados e estranhos, se você está envolvido em um filme grande e caro, que está sob tanta pressão. A questão crucial é sempre: Quantos milhões rende esse filme? Isso é ridículo! Você tem que tomar cuidado para não ficar preso nesse mundo.

Você certamente ganhou muito dinheiro e poderia sair desse mundo [da fama]. Por que você não faz isso?

Tanto dinheiro assim, certamente não, mas você sabe: eu não sou desses que está atrás disso. Dinheiro não é o principal desejo de um jovem ator. E não há dinheiro o suficiente que me faça sair.

Qual é a sua meta?

Difícil de dizer. Cristaliza apenas lentamente uma saída, mesmo em meus filmes. Em “Twilight” Eu era de certa forma empurrado repetidamente ao botão de reset, e então veio o próximo filme.

E o que aconteceu depois?

Eu dei passos cuidadosos ruma a realidade. Eu sempre tentei ser estritamente distinguido: Como os personagens que eu interpreto, e aqui na minha vida real, eu quero ser inteiramente independente.

E hoje?

Agora eu tento fazer filmes com pessoas que tem mais a ver comigo e com o que eu amo e que eu tenha mais controle. Eu faço isso com autores como David Cronenberg ou como agora com Anton Corbijn.

O que tem de diferente neles?

Eles protegem seus filmes. Você não pode controlar o filmes deles estando de fora – deferente de um diretor que trabalha em nome de um grande estúdio. Quando realmente importa, uma chamada de um superior, e então não são mais os diretores que controlam o filme e sim o estúdio.

E agora as portas foram abertas para você com esses diretores: Cronenberg disse que seu nome tem estado no pôster do filme “Cosmopolis” apenas por uma razão financial.

Bem, eu apenas espero que os diretores me escolhão não apenas porque assim podem financiar seus fimes. E eu pego papeis bem pequenos como por exemplo em “Queen of the Desert” como Lawrence da Arabia do Werner Herzog’. Eu não acho que de qualquer forma, haja uma garantia de que o nome do ator possa levar as pessoas ao cinema. Esses dias acabaram. Com algumas poucas exessões. Uma delas se chama Brad Pitt.

Muito do que você diz, soa amargo: Você gostaria que os jovens em geral, não tivessem um sucesso como você teve em “Crepúsculo”?

Aquele tempo foi ótimo! “Twilight ” foi uma coisa muito especial, por causa do entusiasmo dos fãs. Jovens atores poderiam fazer isso mas eu iria avisar para não se sobrecarregar. Você deve ter cuidado para manter um relacionamento saudável com a realidade. Por outro lado você pode facilmente cair – e então começar, talvez, só muito mais tarde. Então: Tomem conta de si mesmos!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...