26 novembro 2015

Vídeo: Kristen como Coco Chanel para o curta de Karl Lagerfeld "Once and Forever"

imagebam.com




BTS 

  
  


Screencaps:











Scans



Imagens


A primeira imagem está em forma de scan com Kristen como Coco Chanel na edição de Dezembro da Harper’s Bazaar!
O nome do curta para a Chanel é Once and Forever!
Kristen está usando um vestido Chanel de 1919, o único vestido desse estilo que ainda existe!

Bastidores

Entrevista:

Eles me ligam cedo – 4 da manhã, na verdade. Através do borrão sensorial veio um sotaque francês tilintar de uma produtora de fotografia que trabalha com Karl Lagerfeld e Chanel. “Karl está fazendo um filme,” ela disse. “E ele adoraria que você participasse. Interpretando uma jornalista. Você precisa estar em um voo para Paris esta noite e ir direto para o set amanhã de manhã. O que você acha?”

Um, me deixe pensar, oui. Como se eu não fosse. Como se qualquer pessoa não fosse. Tendo o privilégio de entrar relativamente na órbita de Karl, eu honestamente voaria até Paris para limpar seu refrigerador e reciclar suas latas de Coca Diet.

Mas, como qualquer pessoa que é fã de Chanel e do homem por trás da marca sabe, o loucamente prolífico Lagerfeld – entre produzir oito coleções anuais para a Chanel (geralmente exibidas em locais exóticos), cinco para a Fendi, e sua própria coleção; fotografar campanhas da Chanel e Fendi, capas de revistas e sessões fashion; desenhar, pintar; e geralmente ser o homem mais inteligente em um cômodo – ele também gosta de fazer filmes.

Bom, curtas. Mas curtas com grandes histórias – a história da Chanel. “A ideia é essa,” Lagerfeld explica sobre seu último filme, nomeado Once and Forever. “A imagem final de Chanel não é sua juventude, seus amantes, sua beleza – é a senhora velha.” Enquanto a vida e os amantes de Chanel são mais documentados (seu mais famoso, Boy Capel, morreu tragicamente em um acidente de carro em 1919), ele está, claro, absolutamente certo. A visão popular de Coco não é sua grande beleza, seu traços de Deauville; é a mulher mais velha, em pérolas e chapéu. “É um impacto visual que você não pode perder,” ele continua. “As pessoas que sabem da história da moda sabem, mas o público não vê a mulher, quem ela realmente era. Essa é a história do filme.”

Mas essa história é marcada mais objetivamente. É um filme sobre um filme: Kristen Stewart interpreta uma atriz se preparando para o papel de uma Coco jovem em um filme biográfico. (Geraldine Chaplin interpreta Chanel mais velha em cenas alternativas.) Mas, as coisas dão errado – o filme perdeu seu diretor, algum francês novo e sem preparação foi contratado, e Stewart, bom, ela está de mau humor. “Ela não é a melhor pessoa,” Lagerfeld diz sobre o papel de Stewart. “Ela é um pouco exigente. [A personagem de Stewart ridiculariza seus costars e despreza a mídia.] É uma mulher moderna, o jeito que algumas estrelas do cinema se comportam no tapete vermelho, os paparazzi, tudo isso. Se eu tivesse feito imagem após imagem do passado de Chanel, seria tedioso.” Ele contrai os ombros. “Eu queria, por exemplo, filmar uma prova de figurino, o jeito que é feito hoje em dia.”

Embaixadora da Chanel desde 2013, Stewart tem sido fotografada por Lagerfeld várias vezes, mas esse foi seu primeiro filme. “O interesse dele no cinema é claro,” ela diz. “Trabalhar com ele desse jeito foi inspirador – vê-lo em outra sombra de luz.” Também foi necessário improvisação. “Eu não tive muita chance de me aproximar do projeto até que estava bem perto, uma vez que não recebemos roteiros,” Stewart recorda. “Vendo do lado de fora, pareceu que Karl estava inventando enquanto nós estávamos indo.” Ela ri. “E talvez ele estivesse.”

Meu papel é basicamente seguir Stewart (uma adorável, legal e sensível garota que conheço desde que Crepúsculo era apenas um nascer do sol), em corredores, set de filmagem e aguentar os gritos e as portas sendo batidas na minha cara. Foi incrível. Por que eu? Eu pergunto para Karl. “Porque você é cheia de vida!” Ele responde. “E talvez você já esteve nessa situação.” (Como quando eu tinha 22 anos e seguia Sylvester Stallone no tapete vermelho do Hard Rock Cafe – aqueles dias excitantes.) “E também,” ele adiciona, “eu faço filmes somente com pessoas que eu gosto.”

No set, no entanto, a personagem de Stewart não poderia gostar menos de mim. Eu digo a ela para evocar cada pedaço que raiva que ela já sentiu contra a mídia, e ela quase me joga para fora do estúdio. É tão divertido ser uma pessoa excluída socialmente!

Como em qualquer filme – e especialmente em uma produção Lagerfeld – nós passamos muito tempo esperando. Mas que equipe para passar o tempo esperando. Os constantes colaboradores de Karl: Eric Pfrunder, Amanda Harlech, o cabeleireiro Sam McKnight, e o maquiador Tom Pecheux. Os lindos cúmplices de Karl: Sébastien Jondeau, Baptiste Giabiconi, e Jake Davies. Também, a modelo Jamie Bochert, que eu não sabia que estava no filme até encontrá-la no camarim ao lado. (Ah, espontaneidade.)

Essa é uma gangue no topo do jogo, e também uma que bebe vinho no almoço. Eu nunca quero ir embora.

Mas, como toda boa história, essa também tem que acabar. Lagerfeld tem um bom chute nesse filme – sua energia é contagiosa. “Eu queria que fosse moderno,” ele diz. “E adicionar humor a ele. Se não, seria totalmente sem humor.”

Ele tira seu óculos e me encara. “O que os franceses amam, mas eu não.”

Via | Via | Via Via Saga CrepusculoAP Visite tambem o SurtosRobstenAP

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...